6 vantagens em alugar uma casa de férias em Orlando.

Olá, Pessoal, tudo bem com vocês?

Venho recebendo várias mensagens e e-mails com a seguinte dúvida “Maitê, devo ficar em um hotel ou alugar uma casa de ferias?”. Quando vamos programar uma viagem, muitas dúvidas surgem em relação à hospedagem. “Qual é mais econômico?”, “Qual é a vantagem em alugar?”. Afinal, o que é melhor? Casa ou Hotel? Por que ? Tudo depende da necessidade, objetivo da visita à Orlando e do tamanho da família. Para os turistas que eu tenho conversado, normalmente, eu indico o aluguel de casas. Acho mais vantajoso em vários aspectos e vou explicar o porquê.

No caso de um viajante sozinho, o hotel é a melhor opção. Mas, Orlando é um destino muito freqüentado por famílias e (ou) grupo de amigos  e nesse caso a casa é a melhor opção.

Principais vantagens:

  1. Compras Online:

Não tem como viajar para Florida e não estar planejando fazer umas comprinhas. Não é mesmo? Sabemos que alguns hotéis em Orlando não permitem que os hospedes recebam encomendas e alguns outros que aceitam, porém, cobram uma taxa extra por isso. Com a casa alugada, você poderá navegar por todos os e-commerces dos Estados Unidos e comprar o quanto quiser. Apenas esse motivo, já convence muitos dos meus seguidores a alugar uma casa visto que, hoje em dia, os preços e opções são melhores online. Sendo assim, você não precisa perder tempo indo aos shoppings/outlets e poderá desfrutar melhor a cidade fazendo outros tipos de passeios.

2. Refeições em casa:

Esse é um ponto de extrema importância no planejamento, porque pode deixar a viagem bemmmm mais barata. Grande parte dos gastos de suas ferias vai para o custo com a alimentação, concordam? Não estou dizendo que devem fazer todas as refeições em casa. Longe disso! Os restaurantes aqui em Orlando são ótimos e os preços são bons. Mas, por que não fazer o café da manha e um lanche no final da tarde? É uma ótima forma de poupar e, além disso, não tem nada mais gostoso que fazer compras de supermercado em outro país. É uma ótima oportunidade de conhecer um pouco mais sobre os produtos e experimentar alguns alimentos que não estão disponíveis nos restaurantes. As cozinhas são equipadas com fogão, microondas, utensílios domésticos e, o melhor, lava louças.

3. Diferença de preço: 

Estipulei o valor médio de diária de uma casa em Orlando em U$140,00. Com cozinha, quartos, jardim, piscina, sala, área de lazer e em condomínio. Essa seria uma casa simples em Orlando, isso quer dizer que com poucos dólares a mais, vocês conseguiriam alugar uma mansão para um grupo maior de pessoas, com muitas outras regalias. Se dividirmos o valor de U$140 entre 4 pessoas, temos um valor de $35 por pessoa. Em hotel nenhum, conseguimos um orçamento assim.

4.Área de lazer

18

A maioria das casas para alugar em Orlando possuem piscinas privativas com churrasqueira. Nada melhor que cair na piscina para relaxar depois de um dia de passeio, né? Além disso, existem os parquinhos e academia de ginastica nas áreas comuns dos condomínios.

5. Privacidade

Neste quesito, não há comparação no tanto de privacidade que a casa alugada pode te dar. A sensação de estar fora de casa durante uma viagem incomodam muitos de meus seguidores. Os que optam em alugar a casa relatam que a sensação de chegar à um lar depois de um dia longo e exaustivo não tem preço. Tem alguma coisa melhor que chegar em casa e se esticar no sofá, Fazer um churrasco, pular na piscina e curtir a família ?

6. Vivenciar o cotidiano de um morador de Orlando

Eu amo visitar lugares e ficar imaginando como seria viver ali naquele país, naquela cidade, naquele bairro. Vocês também?

Isso, sem dúvidas, traz uma experiência única e uma bagagem que levaremos para o resto da vida. É muito bom visitar Orlando e aprender um pouco mais sobre o dia a dia de todos que residem aqui. Ir a supermercados, conhecer algum bairro ou região e até mesmo fazer amizade com o vizinho. Muito Bom!

Bom, essas são as minhas principais opiniões sobre alugar uma casa para passar as ferias. Tentei fazer uma relação entre custos e benefícios e espero, de coração, ter ajudado vocês de algumas formas.

Se vocês precisarem de algum auxílio quanto ao aluguel de casas, por favor, me mandem um e-mail:

melissa@sevenrealty.com

🙂

Um grande abraço a todos!

Nos vemos em Orlando…

‘Troquei luxo por segurança’: a vida da elite brasileira na Flórida

No Brasil eles pertenciam ao topo da pirâmide social: ganhavam bem, moravam nos melhores bairros, tinham mais de um empregado em casa. Mas abriram mão da posição para viver como imigrantes nos Estados Unidos.

A BBC Brasil visitou três casas de brasileiros que se mudaram para o Estado da Flórida desde o ano passado. Em comum, todos dizem que migraram por causa da violência no Brasil e que tiveram de baixar o padrão de vida no novo país.

“Tive dois amigos assassinados em assalto”, diz o advogado e juiz aposentado Newton Azevedo, 69 anos, que trocou uma casa com sete suítes de frente para o mar no litoral paulista por uma residência com três quartos perto de Orlando.

Sua casa no Brasil “tinha vários empregados fixos”; hoje, conta com os serviços de um casal de faxineiros uma vez por mês. “Os custos aqui são elevadíssimos, então tivemos de nos adaptar.”

Azevedo e a esposa, Rose, se mudaram em julho de 2014 para Winter Garden com a filha, o genro e os dois netos, que moram em outra casa no mesmo condomínio.

Newton Azevedo vive com a família em Winter Garden desde 2014
Newton Azevedo vive com a família em Winter Garden desde 2014

Diferentemente de muitos brasileiros que vivem nos Estados Unidos, os imigrantes entrevistados foram recebido de braços abertos pelas autoridades americanas e não têm planos de voltar.

Para estar ali, cada família teve de investir parte de seu patrimônio em negócios locais.

“Como nos anos 1990, há uma nova onda de migração do Brasil para os Estados Unidos”, diz a advogada brasileira Renata Castro, que atende imigrantes na Flórida há 13 anos. Ela remonta o início do fluxo atual ao segundo semestre de 2014, quando Dilma Rousseff se reelegeu e crise econômica se intensificou.

Castro diz, contudo, que a leva atual é composta por imigrantes mais ricos e qualificados que os vindos nas décadas passadas.

“Existe uma clara mudança no perfil. Muitos brasileiros com recursos têm nos procurado para saber como podem migrar legalmente, interessados nas vantagens que a legislação migratória americana oferece ao grupo”.

Visto de investidor

Azevedo e a esposa receberam um visto EB-5, que exige um investimento mínimo de US$ 500 mil (R$ 1,8 milhão) e que gere ao menos dez empregos fixos em áreas rurais ou com desemprego alto dos Estados Unidos.

A filha e o genro do casal investiram outros US$ 500 mil para obter o mesmo visto, estendido também a seus filhos. A família aplicou num fundo de investimentos de um hospital.

O governo americano criou esse tipo de visto para atrair estrangeiros ricos e estimular a economia.

Também é possível conseguir a autorização para residir nos Estados Unidos investindo em negócios próprios.

Ex-funcionário da Deloitte, uma das maiores consultorias globais, o paulistano Marcos Vinicius Liberato, 29 anos, chegou a Boca Raton (a 70 km de Miami) há 50 dias para abrir uma creche com um sócio.

“Quando você vai empreender no Brasil, tem ‘n’ fatores que vão contra você ter sucesso. Esse cenário fez com que eu pensasse: ‘poxa, já que vou começar algo novo, por que não lá?'”, ele diz.

Liberato, que também tem cidadania italiana, pedirá um visto E-2. O visto não exige um investimento mínimo, mas só é concedido a brasileiros que também sejam cidadãos de países que mantenham um acordo específico com os Estados Unidos, entre os quais Itália, Espanha, Alemanha e Japão.

Seu sócio no empreendimento – o amigo de infância Leandro Maia, de 33 anos – investirá US$ 500 mil para conseguir o EB-5.

Dono de um restaurante de comida espanhola em São Paulo, Maia diz ter decidido se mudar para os Estados Unidos quando, há um ano e meio, foi alvo de dois disparos num assalto na capital paulista.

Na época, a esposa dele estava grávida da primeira filha, hoje com um ano e oito meses.

Ele, a mulher, a filha e o sócio estão temporariamente hospedados na casa de férias dos pais de Maia. Desde que chegaram, os dois têm trabalhado do amanhecer até tarde da noite à procura de um local para abrir a creche. O começo, dizem eles, tem sido difícil.

“Já tomamos dois baldes de água fria. Às vezes nos perguntamos: ‘Será? Vale a pena?’ Mas acredito que, com o trabalho feito de forma séria, você consegue”, diz Liberato.

Leandro Maia (esq.) e Marcos Vinicius Liberato estão abrindo uma creche nos EUA
Leandro Maia (esq.) e Marcos Vinicius Liberato estão abrindo uma creche nos EUA

A cidade menos americana dos EUA’

Em Miami há pouco mais de um ano, a ex-modelo Karmel Portoleti e seu marido, Renato Mendonça, dizem já se sentir em casa.

Pais de três filhos, eles abriram um salão de design de sobrancelhas em South Beach, um dos mais badalados bairros da cidade, e planejam expandir a operação.

A maioria dos clientes são turistas e residentes latinas, entre as quais muitas brasileiras.

Mendonça tem no Brasil uma confecção de roupas e obteve um visto L-1, que permite a empresas estrangeiras enviar funcionários aos Estados Unidos para abrir uma operação no país.

“Miami é a cidade menos americana dos Estados Unidos – uma cidade muito latina, com uma mistura muito grande de brasileiros, colombianos, venezuelanos, haitianos, russos… Isso facilitou a nossa adaptação”, ele afirma.

O empresário também diz que a violência foi o principal motivo para deixar o Brasil.

“Não queria continuar achando normal andar de carro blindado”.

Hoje, ele diz não ter “a mínima vontade de voltar, nem a passeio”.

Como tirar Passaporte Brasileiro – Novas Regras 2015

Olá Pessoal,

O primeiro passo (básico) para quem deseja visitar Orlando é tirar o Passaporte e é sobre isso que vamos falar hoje. Espero esclarecer esse assunto com vocês.

Todos devem ter visto que na semana passada a Polícia Federal lançou uma nova versão do passaporte Brasileiro. A principal mudança é que a validade passou a ser de 10 anos ( bem melhor, não acham?). O preço ficou mais salgadinho, houve um aumento de aproximadamente R$100, agora precisamos desembolsar o total de R$R$257,25. Também tivemos algumas mudanças na capa: layout e a inscrição do Mercosul. Ok, legal. Vamos agora, então para o passo a passo que é o mesmo de sempre, isto é, nada de mudanças no processo.

Apesar de burocrático, não há motivo para preocupações, é relativamente fácil tirar o passaporte.

pasaporte

Para quem ainda não sabe o passaporte, emitido pela Polícia Federal, é um documento utilizado para viajar para o exterior. É como se fosse uma “identidade”, porém, usada fora do Brasil – é o Passaporte que identifica o cidadão brasileiro em outros países e permite a entrada e a saída pelos portos, aeroportos e todas vias de acesso internacional, de acordo com a legislação do país.

Como solicitar o passaporte?

1) Prepare a documentação necessária. (os documentos deverão ser originais)

2) Solicite a emissão do Passaporte preenchendo a ficha com suas informações pessoais. Neste passo, você deverá escolher o local de atendimento onde irá apresentar seus documentos (originais) e a coleta dos seus dados biometricos. Para essa etapa tenha em mãos os seguintes documentos: Documento de Identidade, CPF, Certidão de Nascimento, Título de Eleitor, Situação Militar, Passaporte anterior ( em caso de renovação). Somente após a inclusão de seus dados será emitida a Guia de Recolhimento da União – GRU.

3) Pague a GRU no valor de R$R$257,25 respeitando a data de vencimento.

4) Compareça na data agendada ao Posto da Polícia Federal escolhido com os seguintes itens:  TODA a documentação exigida;

Comprovante de pagamento da GRU e Protocolo de Solicitação.

5) Você poderá acompanhar o andamento do seu pedido de passaporte aqui.

6) O passaporte será entregue pessoalmente a seu titular, mediante apresentação de documento de identidade e assinatura de recibo. Busque seu passaporte no horário e local indicados.

Se você já possui o seu passaporte é importante ficar de olho na data de validade, pois recomenda-se tirar um novo documento a partir de 6 meses antes do prazo.

Espero o comentário de vocês 🙂

Muito obrigada pela atenção e espero ter ajudado vocês.

Nos vemos em Orlando!!! 😉